A Cidade no Tempo – de 28 de outubro a 3 de novembro

Publicado em 28/10/11 às 5h46
Publicidade

Outubro

29 – 1868 – É lido ofício do Chefe de Polícia, com data de 10 do corrente, dizendo que a Câmara declarasse por edital quais as armas proibidas, isto no caso já não fosse declarado. A Câmara já em 7 de junho de 1862 declarou por edital, e mandou que o Secretário tirasse outra cópia das mesmas armas proibidas e remeta ao Delegado de Polícia desta.
Obs. Nessa época havia restrição quanto ao uso de armas de fogo, e a Câmara Municipal baixava instruções a respeito.

30 – 1869 – O zelador do cemitério pede seu ordenado do 1º trimestre 25$000. A Câmara mandou o procurador pagar.

Novembro

1º – 1885 – O presidente da Câmara Lucio de Toledo Malta atesta que o Dr. José Pereira da Silva Ramos, esteve no exercício do cargo de Juiz Municipal e de Órfãos, de 1º a 25 e de 29 a 31 do mês de outubro.

2 – 1889 – É lida a Circular do Exmo. Presidente da Província comunicando e designando a eleição de senador pela vaga do falecimento do Conselheiro Rodrigo Silva, para o dia 7 de dezembro do corrente. A Câmara se inteirou do assunto, fazendo o competente comunicado ao Juiz de Paz da Paróquia.

3 – 1864 – “A Câmara representou ao Exmo. Presidente sobre a necessidade que há da mudança do rio Paraíba, a fim de não danificar a ponte de pilares de pedra”. A ata foi feita pelo secretário Lucio José de Moraes- Presidente João da Costa Gomes Leitão, vereadores: Cardoso, P. Machado, Dias de Moraes, Andrade Câmara – Siqueira Cardoso.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade