Santa Casa de Jacareí: médicos sem receber, B.O. por falta de especialista em plantão, debandada de médicos

Publicado em 8/3/16 às 4h00
Publicidade

No último sábado (5/2), um médico plantonista da Santa Casa de Misericórdia de Jacareí registrou um boletim de ocorrência relatando a falta de outro médico da mesma especialidade clínica no plantão. A medida do médico visou criar uma proteção legal aos seus direitos civis, uma vez que, na falta de outro médico com a mesma especialidade durante uma cirurgia de risco, o paciente pode sofrer uma fatalidade, e o médico responsabilizado.

O Semanário entrou em contato com o médico, que não quer ter sua identidade revelada. Ele afirmou que há semanas a Santa Casa não conta com dois plantonistas, e que eventualmente tem sido proposto pela direção do hospital mesclar especialidades durante cirurgias, medida que pode ser fatal, segundo o médico: “Se eu recebo um paciente de alto risco, preciso abrir uma perna dele, e junto comigo tem um médico que opera fígado, ele não vai saber me amparar durante a cirurgia. Tem procedimento que não dá pra fazer sozinho, e um médico só tem duas mãos”, protesta.

É necessário que haja dois plantonistas 24 horas no hospital para atender emergências e, ao registrar o Boletim de Ocorrência denunciando a falta de médicos, o plantonista se protege caso haja alguma fatalidade durante um caso grave que caia em suas mãos. “Não é contra a Santa Casa [o boletim] é para preservar meus direitos”.

Outro médico também denunciou ao Semanário ameaça de corte no quadro de especialistas e a sugestão para que as especialidades “se misturem” durante cirurgias. Ele afirma que médicos especialistas estão sem receber desde janeiro. A situação havia sido negociada no final do ano passado, mas ao que parece não há perspectiva para que os salários fiquem em dia.

O primeiro médico, do boletim, confirma a situação, e diz que diante do quadro (há uma promessa de que os especialistas recebam 70% dos vencimentos de janeiro até o fim de março) começa uma debandada de médicos do hospital, o que acabará prejudicando, e muito, o atendimento aos cidadãos que dependem da Santa Casa. “Se vamos receber janeiro em março, quando receberemos fevereiro?”, questiona.

Outras denúncias – Na semana passada, o cidadão Gilson dos Santos trouxe ao Semanário uma lista de denúncias sobre as condições do hospital, que afirma ter obtido através de contatos dentro da Santa Casa que não querem ser identificados. Eis os problemas enumerados por Gilson:

  • Camas enferrujadas
  • Pedestais de soro, inclusive em área cirúrgica, enferrujados
  • Funcionários proibidos de notificar falta de remédios
  • Máquinas de centrífuga sucateada
  • Falta leite para a pediatria (o setor vive de doações)
  • Falta tempero para a comida
  • Café da tarde dos funcionários foi retirado
  • Desinfetante é adulterado, o que poderia provocar danos à saúde de quem transita pelo hospital
  • Faltam luvas, gaze, papel higiênico
  • Faltam cerca de 500 lençois.
  • Falta dipirona

O Semanário questionou a Prefeitura através da Secretaria de Comunicação, conforme política adotada pela atual gestão, mas não obteve resposta sobre quais seriam as reações ao Boletim de Ocorrência, ou sobre a lista de reclamações sobre a estrutura do hospital.

Comentários

  1. Will William

    Um absurdo a incompetência de gestão deste “Desgoverno Petista”!

    Estão conseguindo afundar de vez, a nossa querida cidade de Jacareí!

    Fora Petistas e todos os que os apoiam!

    responder

Deixe um comentário

Publicidade