Constantes assaltos no Cidade Jardim deixam moradores preocupados

Publicado em 7/7/17 às 4h00
Publicidade

Câmeras de segurança flagraram dois homens suspeitos de tentar invadir uma casa no bairro Cidade Jardim. Segundo os moradores do bairro, esses mesmos homens foram vistos circulando pelo bairro tanto durante o dia como à noite.

“Nós [moradores] achamos que eles circulam pelo bairro durante o dia para observar as casas que possuem menos movimento para então planejar a ação”, enfatizam.

Um dos moradores, que preferiu não ser identificado, sofreu uma tentativa de assalto na sua casa na madrugada da semana passada. Como a maioria dos vizinhos possui câmeras particulares de segurança, o morador conseguiu obter imagens e julgou serem as mesmas características dos suspeitos e do carro utilizado.

“Alguns dias depois, os mesmos homens tocaram o interfone da minha casa e pareceram muito surpresos quando eu atendi. Eu percebi que eles ficaram desconcertados, não falaram coisa com coisa, então eu fui para o portão. Quando fui abrir a porta, o que estava no interfone saiu correndo, entrou em um carro e fugiram”, conta o morador.

Desconfiado, ele consultou as imagens das câmeras e constatou que eram os mesmos homens que haviam tentado entrar em sua casa.

O morador afirma ainda que no domingo, 25 de junho, quando voltava para a casa, encontrou policiais militares fazendo ronda na região, para quem contou o que havia acontecido. Segundo ele, os policiais disseram que já sabem do perfil dos suspeitos e os carros que eles utilizam para a ação. Entretanto, os PMs teriam dito que não há efetivo de policiais suficiente na cidade para realizar rondas pelo bairro.

“A questão aqui é que o número de policiais e viaturas não consegue atender a cidade toda”, conclui o morador.

Polícia – O Semanário entrou em contato com a Polícia Militar para confirmar se há a falta de viaturas para realizar as rondas e se há um plano para tentar diminuir e coibir a ação dos criminosos e que tipo de ação pode ser feita na Cidade Jardim.

A Polícia Militar de Jacareí informou, por nota, que não há falta de policiamento na cidade, tanto que os indicadores criminais estão em queda.

De acordo com dados divulgados pela PM, no 1º semestre de 2017 houve uma redução nos indicadores criminais em relação ao mesmo período de 2016, ocorrendo uma redução de 50% nos crimes de roubo/furto de veículos, redução de 80% nos crimes contra transeuntes e também redução de 30% nos crimes de roubo/furto de residências. Segundo a PM,  esses dados “são estritamente referente ao bairro Cidade Jardim”.

A Polícia Militar ainda afirmou que devido a orientação que é feita ao solicitante em questões que não são de emprego policial, a viatura permanece mais tempo atuando na prevenção.

As ações desencadeadas no bairro Cidade Jardim são o Policiamento preventivo ostensivo através do patrulhamento com viaturas e a possível implantação do programa Vizinhança Solidária.

Ainda em nota, a PM reitera que as imagens de câmeras de segurança e as informações passadas pelos moradores são de suma importância para que se possa subsidiar os policiais quanto as características dos criminosos, forma de atuação e possíveis veículos utilizados para práticas de crimes, porém a investigação de crimes é de competência constitucional da Polícia Civil.

A Prefeitura afirmou, por meio de sua assessoria de comunicação, que a segurança é de responsabilidade do Estado e da Polícia Militar e que não compete à Secretaria de Segurança e Defesa do Cidadão.

Por meio de nota, a Prefeitura esclareceu que as alegadas “altas taxas” de criminalidade devem ser demonstradas e refletidas nos registros oficiais (Boletins de Ocorrência), meio mais idôneo e confiável tecnicamente para se nortear as ações de policiamento e investigativas, além de uma participação proativa da comunidade em de fato, oferecer elementos para o conhecimento dos fatos por parte dos órgãos oficiais, como: comparecimento ao Conseg de sua região, agendamento de reunião com o Comando do Policiamento da sua respectiva área, uso do Disk Denúncia (181), registrar as ocorrências havidas através de Boletins de Ocorrência (BO).

Muro da Discórdia – Em março, um muro foi construído para fechar a viela que liga as ruas RafaeleSciammarella e Alice de Souza Capele, no Cidade Jardim. O muro foi construído pelos moradores da rua Alice, que alegam que a obra foi feita para diminuir a onda de assaltos no bairro.

 

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade