Novo Plano Municipal de Saúde é aprovado em Jacareí

Publicado em 14/9/17 às 1h28
Publicidade

Um documento que define estratégias e metas que nortearão ações da Secretaria Municipal de Saúde para os próximos quatro anos (2018-2021) – o Plano Municipal de Saúde – foi aprovado pelo Conselho Municipal de Saúde (COMUS) na sua última reunião.

Além de ser uma exigência do Ministério da Saúde, o plano é uma ferramenta de planejamento que pretende contribuir para o fortalecimento, no município, do Sistema Único de Saúde (SUS), que tem como princípios a universalidade, a equidade e a integralidade por melhorias na atenção à saúde e qualidade de vida da população.

Construído por vários atores, com representantes da gestão, dos trabalhadores e dos usuários do SUS, que foram indicados pelo próprio COMUS, o plano tem como base oito eixos temáticos: Atenção Básica; Atenção Especializada; Urgência e Emergência; Vigilância à Saúde; Avaliação, Regulação e Controle; Participação e Controle Social no SUS; Financiamento do SUS, Gestão de Pessoas e Educação em Saúde; Assistência Farmacêutica.

Entre as principais metas para os próximos anos está o início do funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento Adulto (UPA), a criação de mais dez leitos de UTI na cidade, que hoje conta com outros dez, a criação da UBS Central e a ampliação do SAMU na cidade. As ações direcionadas à Atenção Básica também tiveram destaque, como a ampliação das equipes de saúde da família, do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) e melhorias na infraestrutura de unidades de saúde.

Para a secretária de Saúde e também presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rosana Gravena, “este é um plano que define metas construídas democraticamente por gestores, trabalhadores e usuários do SUS. Foi aprovado por unanimidade no COMUS e norteará as políticas de saúde nos próximos quatro anos. Dentro das possibilidades orçamentárias, esperamos cumprir a maior parte das metas e conquistar avanços para a saúde do município”.

Uma das prioridades do plano é o fortalecimento e avanço da rede de atenção básica. Atualmente, 55% da população de Jacareí utiliza o SUS, isso representa 121.983 habitantes. Quanto mais efetiva é a oferta dos serviços básicos de saúde, com foco na prevenção, menor é a chance do usuário ter complicações maiores e precisar utilizar os serviços de urgência e emergência.

“A atenção básica é alicerçada, principalmente, na construção de vínculos entre as equipes de saúde e as pessoas da comunidade. Nem sempre a garantia de saúde se dá com remédios, consultas e exames. A doença ou saúde é determinada socialmente. Por isso, as equipes das Unidades Básicas de Saúde têm grande potência criativa para dar respostas às necessidades de saúde do território”, afirma a diretora de serviços de saúde, Marilis Cury.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade