Caminhões vão ser multados ao trafegarem pelo centro de Jacareí

Publicado em 26/10/17 às 5h36
Publicidade

A partir do mês de novembro a Prefeitura de Jacareí passa a multar caminhões acima de 6 toneladas flagrados fora das rotas permitidas dentro do município. Os infratores serão multados em R$ 85 e acúmulo de quatro pontos da CHN. O objetivo da regulamentação, anunciada em agosto, é inibir que os veículos “fujam” do pedágio na Via Dutra pelo centro da cidade e que o trânsito corra com maior fluidez.
Atualmente circulam pelo centro cerca de 4.500 veículos pesados. Para os motoristas que moram em Jacareí, haverá horários permitidos para circulação fora do horário de pico, das 7h às 9h e das 17h às 19h – a exceção será aos caminhões que estiverem voltando para o local de estacionamento. Os motoristas precisam fazer um cadastro online, disponível no site da prefeitura www.ccpjacarei.com.br desde o dia 1° de setembro, ou por meio do aplicativo “Cadastro de Carga Pesada Jacareí”, disponível para sistemas Android e IOS.
Para o caminhoneiro João Dantas dos Santos, de 56 anos, um rodoanel seria a melhor opção para os caminhoneiros. “Sobre tirar os caminhões pesados do centro da cidade, eu sou a favor. Eles estão desviando muito do pedágio porque o frete não da pra pagar. Estou trabalhando de pedreiro. Aqui para nós trabalharmos tem que fazer um rodoanel, é a única opção que tem”, comenta João que trabalha há 34 anos com cargas.
As rotas liberadas são: Rodovia Geraldo Scavone, Rodovia Nilo Máximo e avenidas Malek Assad, Getúlio Vargas, Castelo Branco, Lucas Nogueira Garcez e Euryale de Jesus Zerbine. Em qualquer outra rota, os caminhões flagrados que não tiverem placas da cidade deverão comprovar que estão na cidade para realizar alguma entrega, caso contrário serão multados.

Na capital paulista, a restrição de caminhões no centro da cidade funciona desde 2012. O tráfego é proibido nas vias e áreas de pedestres, faixas e pistas exclusivas de ônibus, túneis, viadutos, pontes e outras vias que estejam sinalizadas com essas restrições, funcionando em horário de rodízio.

Cidades que restringem o tráfego de caminhões podem inibir prestadores de serviço. É o caso de João, que chegou a recusar um frete em São Paulo por esse motivo. “Essa semana queriam que eu fosse fazer uma entrega em São Paulo. Eu disse não. Porque lá, nós (caminhoneiros) levamos uma multa muito grande no centro de São Paulo”, finaliza João.

A previsão da prefeitura é concluir o projeto “Rota de Cargas Pesadas” até o final desse ano.

Veja o roteiro de vias com tráfego liberado para caminhões:

mapa_rita_cargas_pesadas

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade