Estimular a criatividade artística ajuda na saúde mental

Publicado em 26/10/17 às 4h01
Publicidade

O Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II), serviço especializado de saúde para atender pacientes com transtornos mentais, utiliza atividades artísticas como coral, pintura e artesanato como método de tratamento mais humanizado para a saúde mental em Jacareí. Atualmente, 12% da população necessita de algum atendimento em transtornos mentais.

O CAPS II realiza 20 atividades coletivas, entre grupos e oficinas terapêuticas. Grupos de cinema, dinâmicas, oficinas de fantoche, Jornal Mural, Madeira, lúdico-pedagógica, fantoches, pintura, fios, atividades corporais, bijuterias e dança circular.

O coral é a atividade que mais se destaca no CAPS II. É composto por 20 pacientes e conquistou o respeito e reconhecimento de toda a cidade. “Sou uma outra pessoa, muito melhor. A arte como terapia, nos momentos em que estamos ruins, vem como um alívio. É um tratamento que contribui para se conhecer melhor e achar nossos próprios caminhos de estabilidade”, afirma Erica Sabrina, de 34 anos, que iniciou o tratamento no CAPS II após ter passado por internação psiquiátrica e hoje é um dos destaques do coral.

“As manifestações artísticas servem como um canal de comunicação para que os pacientes que sofrem de transtornos mentais graves possam dar espaço às vozes e conflitos internos, além de ser uma atividade terapêutica que contribui com a reinserção social e familiar”, aponta o médico psiquiatra Davi Cardoso, que atende no CAPS II.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade