Gestão do SIM prevê ampliação no atendimento a população

Publicado em 13/12/17 às 10h24
Publicidade

Na quinta-feira, dia 7, foi assinado o contrato entre a Prefeitura de Jacareí e a Sociedade Paulista para Desenvolvimento da Medicina (SPDM), sobre a gestão do Sistema Integrado de Medicina (SIM). A prefeitura investirá no contrato de gestão R$13,65 mi por ano, com possibilidade de renovação por mais 60 meses. A meta será realizar 200 pequenas cirurgias por mês e aumentar de 12 mil para 18 mil por mês as consultas com especialistas. A expectativa é realizar 3.020 exames por ano e o início dos trabalhos está previsto para o dia 2 de janeiro.

Na região, a SPDM é responsável pelo Hospital Municipal e pelo Ambulatório Municipal de Especialidades (AME) de São José dos Campos, além do consórcio (CONSAVAP) do SAMU que atende Jacareí, São José dos Campos, Caçapava e Jambeiro. É dirigida por um Conselho Administrativo e realiza manutenção do hospital universitário da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), bem como outros hospitais, centros de assistência e unidades afins. A estimativa da organização social é trabalhar com 40 médicos, 12 profissionais de enfermagem e 20 assistentes de serviços municipais.

A SPDM deve ficar responsável pelos serviços de Apoio Diagnóstico e Terapêutico (SADT’s), Raio-X, Ultrassom, Endoscopia e Ecocardiograma, além de manter os serviços de Eletrocardiograma e Eletroencefalograma, que são oferecidos pelo SIM.

A secretária de Saúde, Rosana Gravena, acredita que a mudança deverá melhorar a saúde na cidade. “Isso nos levará a melhorar o atendimento aos munícipes, ampliar o número de consultas e ter uma melhor integração dos serviços de saúde, resultando em mais agilidade e benefício para quem precisa”.

“A opção pelo modelo de gestão do equipamento com a OS visa suprir com celeridade o corpo clínico e garantir a contratação de especialistas, ampliando a oferta de consultas e exames”, explicou o prefeito Izaias Santana.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade