Portadores de visão monocular terão direitos garantidos em Jacareí

Portadores de visão monocular terão direitos garantidos em Jacareí

Publicado em 21/12/17 às 3h36
Publicidade

Na sessão do dia 13 de dezembro a Câmara Municipal aprovou por unanimidade o projeto de Lei que reconhece a visão monocular como deficiência, o que garante no município de Jacareí, os mesmos direitos aos demais deficientes como isenção da passagem de ônibus ou cotas em universidades.

Desta forma, as pessoas com visão monocular que se encontram em situação de vulnerabilidade social terão acesso à gratuidade ao transporte público, conforme artigo 153 da Lei Orgânica do Município (LOM) e pela Lei Municipal 4.611/2002.

Caracterizada pela capacidade do indivíduo enxergar bem com apenas um dos olhos, a visão monocular provoca uma redução de aproximadamente 25% no campo de visão, o que ocasiona dificuldades em atividades do cotidiano, como subir e descer escadas, cruzar ruas, praticar esportes, dirigir, entre outras.

Segundo Valéria Muniz, que possui a visão monocular, muitas pessoas confundem a deficiência monocular com a baixa visão. “O portador da baixa visão consegue ver uma simples luz, mas não identifica o objeto. Já a visão monocular não possui a visão em 3D, noção de distância, profundidade e periférica. O número das crianças que perdem a visão tem crescido bastante, às vezes em acidentes na escola, batem na quina de uma mesa e os pais levam ao pronto atendimento, depois não dão sequência a esse tratamento. Acham que está normal, e aí vem a cegueira”, aponta Valéria Muniz.

“O nosso objetivo com esse projeto de lei é corrigir uma injustiça histórica com aqueles que têm visão monocular. Entendemos todas as pessoas com deficiência, independe do grau ou da natureza, devem ter direito a acesso aos seus diretos e valer o estatuto da Pessoa com Deficiência”, defende Dr. Rodrigo Salomon, autor do projeto.

Valéria com Rodrigo Salomon

Valéria com Rodrigo Salomon

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade