Amamentação influencia no desenvolvimento psicomotor do bebê

Publicado em 10/5/18 às 10h00
Publicidade

Desde o início da gestação, as mães ouvem falar sobre a importância da amamentação. Mas além de nutrir a criança, a amamentação pode influenciar no desenvolvimento do bebê.

A sucção que o bebê faz na hora de mamar pode ser a grande saída para evitar problemas fonoaudiológicos, de respiração, de audição, de deglutição, psicomotoras e pode até aumentar o desempenho da criança na escola.

Segundo a fonoaudióloga Ana Lúcia Duran de São Paulo. “A sustentação da cabeça, que a criança acaba fazendo naturalmente na hora de mamar, é o que vai ajudar a promover o equilíbrio e sustentação para sentar, engatinhar e andar. Além disso, uma criança segura para fazer movimentos, e com vínculos estabelecidos com a mãe durante essa fase de aleitamento, ficam mais autoconfiantes para se desenvolverem no período escolar”, explica a especialista.

Ana Lúcia ainda conta que na questão auditiva, a amamentação estimula o canal do ouvido, e assim, ajuda a evitar as infecções desta região que também é favorecida pela deglutição, que é privilegiada nos bebês que mamam. “Todo o esforço para sugar o leite ajuda a posicionar ainda a arcada dentária, e assim, a mastigação e consequentemente a deglutição também se tornam mais fáceis”, completa a fonoaudióloga.

Segundo os médicos, o leite materno trás muitos benefícios mesmo quando a criança tem uma dieta com alimentos sólidos estabelecidos. Além dos nutrientes e dos benefícios psicomotores esclarecidos pela fonoaudióloga Ana Lúcia Duran, há a questão do vínculo entre mãe e filho.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade