Campanha do Ministério da Saúde promove a doação de órgãos

Campanha do Ministério da Saúde promove a doação de órgãos

Publicado em 10/10/18 às 5h51
Publicidade

Por conta do dia nacional da doação de órgãos, comemorado em 27 de setembro, o Ministério da Saúde promove uma campanha para estimular o transplante. O Brasil é referência mundial no assunto, possuindo o maior sistema público de doação mundial e perde para os Estados Unidos apenas quando consideramos o número de transplantes sem distinguir rede pública e privada.

O procedimento de doação só pode ser feito após autorização familiar e consiste na reposição de órgãos como coração, fígado, pâncreas, pulmão e rim ou tecidos como medula óssea, ossos e córneas.

Existem dois tipos de doador, os vivos, que podem doar órgãos que não prejudiquem a saúde – pela lei, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores ou os doadores falecidos que tenham sido vítimas de catástrofes cerebrais e tem seus órgãos levados para pacientes de uma lista única definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes.

A doação de órgãos salva várias vidas e é um ato de amor ao próximo. Para ser doador, não é preciso deixar nada por escrito ou registrado em documentos, o essencial é ter uma conversa com a sua família e deixar bem clara sua vontade.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade