Médicos cubanos deixam Jacareí

Médicos cubanos deixam Jacareí

Publicado em 22/11/18 às 5h43
Publicidade

Na quarta-feira, dia 14, o governo de Cuba anunciou a saída de seus médicos do programa brasileiro Mais Médicos. De acordo com o Ministério da Saúde Pública de Cuba, a decisão foi tomada por causa de exigências feitas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro. “As mudanças anunciadas impõem condições inaceitáveis e descumprem as garantias acordadas desde o início do programa” explica o Ministério cubano.
Segundo uma postagem feita nas redes sociais do novo presidente, as condições para a continuidade dos médicos no programa são: aplicação de um teste de capacidade, salário integral e a liberdade para que os médicos possam trazer suas famílias ao Brasil.
A saída repentina deixa os mais de 4 mil municípios atendidos pelo programa a procura de novos médicos, inclusive a cidade de Jacareí, que possuía 44 médicos cubanos atuantes como generalistas e pediatras. De acordo com a Prefeitura, os médicos estão saindo de forma gradativa. “A Secretaria de Saúde está conversando com os médicos e empresas interessadas em prestar serviços ambulatoriais através do Chamamento Público já publicado. Todos os esforços estão sendo feitos para que a população não fique sem atendimento médico”, enfatizam.
Em 2017, foram convocados para preenchimento de vagas todos os profissionais médicos concursados, porém, não houve sucesso. Já em Julho de 2018, foi aberto processo seletivo por meio de edital para contratação temporária de médicos generalistas, com salário de R$7.156,96 também sem êxito, já que somente dois candidatos se inscreveram, mas nenhum compareceu para realizar a prova escrita.

Em 28 de julho deste ano foi publicado o edital 003/2018 de processo público de credenciamento de empresa para prestação de serviços visando o atendimento ambulatorial para suprir a falta de médicos nas Unidades de Saúde de Jacareí.

Mais Médicos- O programa foi instituído em 2013 para ampliar a assistência básica ao colocar médicos em regiões com carência desses profissionais. Esses profissionais cubanos ocupavam 18.240 vagas e levavam assistência para 63 milhões de brasileiros.
Edital- Como medida emergencial, o Ministério da Saúde abriu um edital, lançado no Diário Oficial da União. Pelo edital, os médicos com registro no Brasil terão 8.517 vagas para atender as necessidades de 2.824 municípios e 34 distritos indígenas, o salário é de R$ 11.800.
Em São Paulo o edital abriu 1.406 vagas para os municípios, em Jacareí, um total de 41 vagas serão preenchidas pelos novos médicos.
As inscrições para médicos brasileiros ou diplomas revalidados no Brasil começaram na quarta-feira, dia 21 e seguem até o domingo, dia 25 de novembro. O inicio das atividades dos novos médicos está previsto para a segunda-feira, dia 3 de dezembro.
Gilberto Occhi, ministro da Saúde explicou a medida emergencial em uma coletiva de imprensa, “a nossa preocupação foi diminuir os prazos da inscrição até a chegada do médico no município. Essa foi uma medida imediata para não deixar faltar assistência médica em áreas com médico da cooperação”.
As inscrições podem ser feitas pelo site maismedicos.gov.br.

Comentários

Deixe um comentário

Publicidade